Veja por que hospedagem grátis pode ser uma furada

05/05/2015
hosiinfo

Para quem costuma navegar um pouco na internet sabe que dá para hospedar sites estáticos (puramente HTML/CSS/IMAGENS) em sites de armazenamento de arquivos. Também, quem não pode arcar com os custos, existem lugares que hospedam sites dinâmicos sem cobrar nada por isso. Descubra neste artigo por que alguém que almeja ser um webmaster profissional tem que evitar ao máximo meios gratuitos de hospedagem.

Nem todas as empresas de hospedagem de sites grátis são ruins, tanto que recomendamos a Hostinger que atua no país e muitas outras. O primeiro aspecto que devemos ver é quem é o dono dela; em muitos diretórios que listam serviços de hospedagem grátis listam junto sites gerenciados por amadores, os “script kiddies“. Não há quem nunca os utilizou e poucos meses depois descobriu que a “empresa” não existe mais e todos os seus dados ficaram perdidos.

Se você prefere se arriscar por conta própria e achar uma companhia que pareça ser confiável, uma dica importante é ver como e quantas pessoas financiam o negócio. É por meio de anúncios obrigatórios nos sites dos clientes? É por meio de upgrades para planos pagos? Quantos clientes pagantes eles têm? Se ela não possui um meio de sustento que torne viável oferecer hospedagem gratuita muito provavelmente essa pessoa entrou no mercado sem nenhum plano de empreendimento e estará fora poucas semanas depois. Uma possibilidade é que alguém que pode arcar com todos os custos resolveu oferecer tudo gratuitamente por simples vontade de aprender uma atividade nova, existe, mas isso é muito raro também devido ao grande trabalho que dá e quase nenhuma recompensa pelo trabalho e tempo gasto. É muito difícil transicionar clientes grátis para a hospedagem paga caso venha a mudar de negócio, portanto, de um modo geral, não temos pessoas que voluntariamente oferecem tudo gratuitamente.

Um fator que faz com que uma pessoa tenha vontade de hospedar um site estático em serviços de armazenamento é o alcance global da rede de CDN e a possibilidade de, por meio de plugins, tornar possível a hospedagem de sites dinâmicos como WordPress. Mas devemos atentar para o pouco limite de uso de recursos e se você precisar instalar um outro script provavelmente ele não funcionará lá sem nenhuma modificação. Se você sabe mesmo o que o site precisa, há muitas pessoas utilizando armazenamentos por muitos anos sem problemas ou até o número de visitantes crescer muito.

Mas o fator mais importante que temos a favor de utilizar uma assinatura é a expectativa de receber um produto que esperamos de volta. Hospedagem paga tem suporte técnico que se não é perfeito eles tentam ser. Tem a garantia de ter um site sempre online ou o mais próximo disso. Tem a garantia que nenhum dado seu irá se perder para sempre. Além de poder fazer/instalar tudo nos limites da razoabilidade. Na nossa área o que é importante não pode ser confiado em algo gratuito na maior parte das vezes. Se o orçamento é pouco, é muito melhor comprar uma hospedagem barata como escrevemos neste ranking com a vantagem de exigência de seus direitos.

Veja o resumo e mais alguns prós e contras a respeito de hospedagem grátis.

Prós

  • É perfeito para a aprendizagem e para o meio acadêmico por serem projetos curtos, sem durabilidade e sem a necessidade de estar disponível o tempo todo
  • Companhias de armazenamento geralmente são gigantes da indústria e possuem uma rede muito boa no mundo todo o que torna o site estático provavelmente mais rápido do que em uma companhia de hospedagem de sites sem a mesma rede
  • É bom para sites de hobbies ou informais com poucas páginas
  • É uma excelente ideia de marketing para quem quer começar a vender serviços de hospedagem e possui um bom lugar no mercado

Contras

  • Limite de armazenamento, transferência e processamento baixo
  • Ausência de suporte técnico portanto não tem ninguém para corrigir as falhas que vierem a ter ou auxiliar com as suas questões
  • A maioria não tem garantia de uptime nem cópias de segurança dos arquivos enviados
  • Quando precisar de alguma funcionalidade é preciso trocar de host ou fazer upgrade do plano
  • Se o site crescer muito terá que pagar do mesmo jeito
  • Muitas vezes não é otimizado para os CMSs (sistema de gerenciamento de contéudo) podendo apresentar algumas falhas que precisarão ser corrigidas manualmente
  • Pode haver cancelamento automático da conta depois de algum período de inatividade
  • Eles podem acabar com o serviço de uma hora para a outra sem nenhum aviso
  • Alguns domínios grátis com a extensão personalizada da empresa de hospedagem não é seu e não poderá ser transferido (não se refere a domínios tradicionais como .com e .com.br)
  • Limite do tipo de domínio que pode ser utilizado (pode ser só o gratuito da empresa), quantidade de subdomínios e número de sites diferentes
  • As companhias de armazenamento grandes não são imunes ao downtime
  • Se exerce uma atividade profissional não passa uma boa imagem para o cliente
  • A segurança do servidor é questionável quando gerenciado por amadores
  • Sites de armazenamento não possui email incluído portanto terá que desembolsar quase o mesmo que gastaria para ter um email com seu domínio em outro lugar

Conclusão

Quando utilizamos algo gratuito nós nos tornamos produto das atividades de terceiros assim como o conteúdo e os dados que enviamos. Apesar do termo grátis nem sempre ser sinônimo de falta de qualidade e muitas vezes poder ultrapassar o desempenho das concorrentes, devemos atentar para qual fim estamos usando cada serviço. Respeitado este quesito e os detalhes discutidos, não há nada que impeça você de ter um projeto de sucesso. Aproveite essas dicas e tenha um bom conhecimento para ser o mais eficiente possível nas suas atividades.

Divulgação de Relação Material: Por determinação da Comissão Federal de Comércio a Hospedagem de Sites INFO informa que nosso site recebe recompensas por vendas encaminhadas pela nossa equipe.

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta